Português   English   Español

Cuba lucrou bilhões com o Mais Médicos durante governos do PT

A imprensa internacional está repercutindo na tarde desta quarta-feira (14) o anúncio da ditadura cubana sobre o fim do programa Mais Médicos no Brasil.

Cuba costumava embolsar 75% do valor gasto pelo governo brasileiro com o programa ‘Mais Médicos’, que representa 11 bilhões de dólares para a ilha, segundo informações de O Antagonista.

Mesmo assim, a ditadura cubana ainda não pagou o que deve ao BNDES pela construção do porto de Mariel pela empreiteira Odebrecht.

Recentemente, uma missão brasileira esteve na ilha para resolver o atraso no pagamento, e Cuba pediu que as cotas de 2018 e 2019 fossem reprogramadas.

A ditadura de Cuba deixou de pagar US$ 20 milhões (R$ 83 milhões) ao BNDES nos últimos três meses e corre o risco de ser levado a calote, conforme noticiou a Renova Mídia.

“Agora a ditadura caloteira abandona o ‘Mais Médicos’, posando de vítima das condições impostas pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro“, acrescenta O Antagonista.

A ditadura cubana culpou as supostas declarações “ameaçadoras e depreciativas” do presidente eleito Jair Bolsonaro, que anunciou mudanças “inaceitáveis” ao projeto,

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter