Cuba nega autorização para manifestações pacíficas

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Ditadura de Cuba nega autorização para manifestações pacíficas.

A ditadura de Cuba não permitiu a realização de manifestações pacíficas por mais liberdades civis.

Reunindo críticos ao regime, um grupo de Facebook chamado Archipiélago é responsável pelo planejamento do protesto.

Os atos estavam marcados para 20 de novembro.

Entre as reinvindicações, estão liberdades civis, o direito a se manifestar pacificamente e anistia para os presos políticos.

Nesta terça-feira (13), as autoridades do país alegaram que a iniciativa faz parte de esforços para derrubar a ditadura comunista.

Os organizadores e suas projeções públicas, assim como os vínculos de alguns com organizações subversivas ou agências financiadas pelo governo norte-americano, têm a intenção manifesta de promover uma mudança no sistema político de Cuba”, diz um trecho de uma carta oficial entregue aos opositores.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.