Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Cuba restringe importação de produtos de higiene

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Cuba anuncia racionamento de produtos básicos
COMPARTILHE

Além dos produtos de higiene, os jornais independentes relatam a falta de carne, farinha e azeites.

O regime comunista de Cuba anunciou, na última terça-feira (4), que não poderá satisfazer a demanda de produtos de higiene pessoal no país.

Betsy Díaz Velázquez, ministra cubana de Comércio Interior, disse que a escassez continuará até abril devido a “sérias limitações financeiras”.

Segundo o jornal Gazeta do Povo, Velázquez reconheceu a falta de produtos de higiene nos mercados desde janeiro:

“A partir de algumas decisões que tomaram a direção do país e do Ministério, que procuraram variáveis e alternativas financeiras e assinaram novos acordos com nossos fornecedores, pensamos que em abril se estabilize o fornecimento dos principais produtos de higiene e outros muito demandados, como frango.”

Os jornais independentes também relatam a falta de carne, farinha e azeites nas prateleiras dos mercados, bem como a escassez de analgésicos, antibióticos e antidepressivos nos balcões das farmácias.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM