Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Cuba restringe importação de produtos de higiene

Cuba anuncia racionamento de produtos básicos
COMPARTILHE

Além dos produtos de higiene, os jornais independentes relatam a falta de carne, farinha e azeites.

O regime comunista de Cuba anunciou, na última terça-feira (4), que não poderá satisfazer a demanda de produtos de higiene pessoal no país.

Betsy Díaz Velázquez, ministra cubana de Comércio Interior, disse que a escassez continuará até abril devido a “sérias limitações financeiras”.

Segundo o jornal Gazeta do Povo, Velázquez reconheceu a falta de produtos de higiene nos mercados desde janeiro:

“A partir de algumas decisões que tomaram a direção do país e do Ministério, que procuraram variáveis e alternativas financeiras e assinaram novos acordos com nossos fornecedores, pensamos que em abril se estabilize o fornecimento dos principais produtos de higiene e outros muito demandados, como frango.”

Os jornais independentes também relatam a falta de carne, farinha e azeites nas prateleiras dos mercados, bem como a escassez de analgésicos, antibióticos e antidepressivos nos balcões das farmácias.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE