Português   English   Español
Português   English   Español

Cuidado com o golpe da ‘Retrospectiva WhatsApp’

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Cuidado com o golpe da ‘Retrospectiva WhatsApp’

A “Retrospectiva WhatsApp 2018”, que circula no aplicativo de mensagens, é um golpe que já atingiu 339.000 pessoas em cerca de 16 horas.

A informação é do laboratório dfndr lab, especializado em cibersegurança, conforme noticiou a “Veja“.

A mensagem diz o seguinte:

Pessoal, acabei de ver minha Retrospectiva 2018 que o WhatsApp liberou. Muito bom! Relembrei as fotos antigas, status e conversas. Veja a de vocês aí.

Abaixo do texto é indicado um link, que o leitor deve acessar para visualizar a tal retrospectiva.

Depois de ir até o site, o leitor interessado no material é levado a clicar em “ver retrospectiva”. Em seguida, os criminosos dizem que “sua Retrospectiva foi criada com sucesso” e condicionam o acesso a ela ao compartilhamento do conteúdo a “todos os seus amigos e grupos do WhatsApp, para que eles também possam ver a retrospectiva deles”.

“Após compartilhar sua retrospectiva aparecerá automaticamente”, afirma o site mal-intencionado.

Segundo o dfndr lab, o objetivo dos que criaram o golpe é ganhar dinheiro por meio de publicidade. Em alguns casos, ainda conforme o laboratório de cibersegurança, o conteúdo leva o internauta a páginas falsas que pedem dados pessoais.

Compartilhe...

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Veja também_

TELEGRAM

Acompanhe todas as notícias através do nosso canal no Telegram.

Newsletter

Inscreva seu email na RENOVA para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Nome:

Email:

Fique tranquilo(a), assim como você também odiamos spam, você poderá sair quando quiser :)

Comentários_

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Nunca mais seja massa de manobra. Assine!