Cúpula chavista teria mais de 700 contas secretas na Suíça

Idiomas:

Português   English   Español
Cúpula chavista teria mais de 700 contas secretas na Suíça
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

A cúpula da ditadura de Nicolás Maduro teria mais de 700 contas secretas em bancos da Suíça.


Em meados de 2018, a Justiça dos Estados Unidos anunciou que investigações em colaboração com a Suíça resultaram na prisão de um ex-banqueiro suíço, Matthias Krull.

Krull fechou um acordo de delação premiada e admitiu a existência do esquema que lavou mais de US$ 1,2 bilhão, principalmente ao promover desvios da estatal petrolífera venezuelana PDVSA e de pessoas próximas à ditadura de Nicolás Maduro.

A suspeita é que Krull fosse o gerente de cerca de 700 contas na Suíça em nome de mais de 70 venezuelanos.

Siga a RENOVA no TWITTER e acompanhe todas as notícias em tempo real.

Agências de regulação do sistema financeiro estão avaliando o caso em Berna, enquanto bancos afirmam que estão cooperando no processo para identificar as transações.

“Como parte de sua delação, Krull admitiu que, em sua posição num banco suíço, ele atraía clientes privados, especialmente clientes da Venezuela”, indicou o Departamento de Justiça dos EUA, segundo o UOL.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

Veja também...