CUT diz que atentado contra Bolsonaro está ‘mal explicado’

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A direção da Central Única dos Trabalhadores (CUT) divulgou um documento nesta terça-feira (13) em que pede a “unidade das forças populares e democráticas”.

“É o momento de aglutinar forças em torno de uma resistência em defesa dos direitos sociais e trabalhistas e da democracia, articulada com a campanha Lula Livre”, diz a nota publicada no site oficial da CUT.

A central sindical diz também que “houve sérios indícios de manipulação e fraude” na campanha do presidente eleito Jair Bolsonaro.

Em outro trecho do documento, a CUT diz que o atentado contra Bolsonaro é ‘mal explicado’, conforme apontou O Antagonista:

Empresários coagindo trabalhadores e trabalhadoras a votar em Bolsonaro, um atentado mal explicado ao candidato extremista, sem que tivesse havido reação dos poderes instituídos, particularmente o Judiciário (Tribunal Superior Eleitoral e Supremo Tribunal Federal), em mais uma manifestação de cumplicidade com as forças conservadoras, cujos interesses em última instância preservam. Tudo isso se deu sob o pano de fundo do antipetismo destilado pela grande mídia.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.