- PUBLICIDADE -

Dallagnol defende Lava Jato e vê vingança contra a operação

Dallagnol defende Lava Jato e vê vingança contra a operação

- PUBLICIDADE -

“Não acredito que a Lava Jato vai ser anulada em massa ou de modo muito amplo”, disse Dallagnol.

O procurador Deltan Dallagnol, coordenador da Operação Lava Jato, alertou que o establishment está “se vingando” para interromper as investigações, como aconteceu na Itália nos anos 1990 com o caso Mãos Limpas.

Em entrevista à agência AFP, Dallagnol defendeu a legalidade dos métodos utilizados na operação, que desde 2014 colocou atrás das grades centenas de políticos e empresários envolvidos em uma vasta rede de corrupção.

A entrevista coincidiu com o julgamento de um recurso no Supremo Tribunal Federal (STF) que poderia levar à anulação de dezenas de sentenças de Lava Jato, incluindo uma que afeta seu prisioneiro mais famoso, o ex-presidente Lula da Silva (PT).

O escopo do recurso, que poderia ser o mais duro golpe recebido pela megaoperação até agora, só será revelado na próxima quarta-feira.

“Não acredito que a Lava Jato vai ser anulada em massa ou de modo muito amplo. O que mais protege a Lava Jato são os resultados que ela alcançou. Caso se anulem os casos, o que será feito com os mais de 14 bilhões de reais que estão sendo devolvidos aos cofres públicos?”, questionou.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -