Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Dallagnol fala em ‘novo gabinete do ódio’ contra a Lava Jato

CNMP rejeita processo contra procurador Deltan Dallagnol
Imagem: Heuler Andrey/O Globo
COMPARTILHE

“Parece é que há algum novo gabinete do ódio, operando para macular a Lava Jato”, diz Dallagnol.

O procurador da República, Deltan Dallagnol, coordenador da operação “Lava Jato”, em Curitiba, afirmou, nesta sexta-feira (3), que a imprensa está publicado fake news com o objetivo de destruir a imagem da força-tarefa e desarticular o combate à corrupção no Brasil.

Na opinião dele, em entrevista ao jornal O Globo, “há algum novo gabinete do ódio, operando para macular a Lava Jato”.

A fala de Dallagnol é mais uma resposta à tentativa do procurador-geral da República, Augusto Aras, de acabar com as forças-tarefa e criar uma unidade central de combate à corrupção subordinada à PGR.

“O que parece é que se está buscando produzir um clima propício para acabar com as forças-tarefas”, disse Dallagnol.

Questionado pelo entrevistador se estaria acusando Aras de usar a imprensa para propagar notícia falsa, o procurador respondeu:

“Não estou dizendo isso. O que estou dizendo é que a noticia que surgiu após visita de integrante da PGR a Curitiba, de que haveria guardiões aqui, é falsa, e que outra notícia divulgada ontem, que aponta como fonte a Procuradoria-Geral, é falsa. Não me cabe apurar ou apontar quem está levando essas notícias falsas à imprensa. O que parece é que há algum novo gabinete do ódio, operando para macular a Lava Jato. Entendo ainda que eventuais mudanças no contexto político, como a saída do ex-ministro da Justiça Sergio Moro do governo, não deverão afetar o apoio institucional à Lava-Jato, pois o Ministério Público é e deve ser uma instituição independente do poder político.”

Indagado sobre quem estaria por trás deste suposto “gabinete do ódio”, Dallagnol completou:

“Não me cabe apurar ou apontar responsáveis que se escondem por trás do sigilo da fonte e não tem coragem de assumir as notícias falsas que produzem. O que me cabe é apontar fatos.”

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE