Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Dallagnol rebate críticas de Toffoli contra a Lava Jato

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Dallagnol rebate críticas de Toffoli contra a Lava Jato
COMPARTILHE

“Dizer que a Lava Jato quebrou empresas é uma irresponsabilidade”, diz o procurador.

O procurador da República, Deltan Dallagnol, coordenador da operação Lava Jato em Curitiba, criticou, nesta segunda-feira (16), a declaração do ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF).

Em entrevista ao jornal Estadão, publicada nesta segunda-feira (16), Toffoli declarou:

“A Lava Jato foi muito importante, desvendou casos de corrupção, colocou pessoas na cadeia, colocou o Brasil numa outra dimensão do ponto de vista do combate à corrupção, não há dúvida. Mas destruiu empresas.”

Em mensagem na rede social Twitter, Dallagnol enfatizou que acusar a Lava Jato de quebrar empresas é uma irresponsabilidade.

Ao citar cinco pontos, Dallagnol acrescentou:

1. É fechar os olhos para a crise econômica relacionada a fatores que incluem incompetência, má gestão e corrupção.

2. É culpar pelo homicídio o policial porque ele descobriu o corpo da vítima, negligenciando o criminoso. Os responsáveis são os criminosos. A Lava Jato aplicou a lei.

3. É, assim, fechar os olhos para a raiz do problema, a prática por muitos políticos e empresários de uma corrupção político-partidária sanguessuga, que drena a vida dos brasileiros.

4. É fechar os olhos para o fato de que a Lava Jato vem recuperando por meio dos acordos mais de R$ 14 bilhões de reais para os cofres públicos, algo inédito na história.

5. Seguiremos aplicando a lei, que ainda é muito inefetiva no Brasil. Nos Estados Unidos, a prisão acontece depois da primeira ou segunda instância. Sem efetividade da lei, não há rule of law ou estado de direito.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.