- PUBLICIDADE -

Damares alerta para o comércio envolvendo estupro de bebês

Damares alerta para o comércio envolvendo estupro de bebês
- PUBLICIDADE -

“O comércio da imagem de abuso de bebês no Brasil tem movimentado esse mercado negro”, denunciou Damares.

Um estudo produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) apontou que 50,9% dos casos registrados de estupro em 2016 foram cometidos contra menores de 13 anos de idade.

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, vem alertando sobre este elevado número de casos de crianças vítimas de violência sexual no Brasil.

Damares afirma que nunca bebês foram tão estuprados no Brasil como nos dias de hoje.

Segundo matéria publicada nesta quarta-feira (3) pelo site Pleno.News, a ministra relata que sua equipe não para de trabalhar em múltiplos casos deste tipo, analisando imagens e apurando relatos.

Damares relata que durante a CPI de Maus-Tratos Contra Crianças, em novembro de 2018, chegou a ver imagens de uma menina de 22 dias sendo estuprada.

Naquele período, segundo a ministra, a Polícia Federal (PF) prendeu um homem em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, que tinha 56 vídeos de estupro de bebês diferentes.

“Um vídeo de abuso de criança pode custar entre mil e dois mil reais. Se for bebê, pula para 50 mil reais. O comércio da imagem de abuso de bebês no Brasil tem movimentado esse mercado negro”, explica Damares.

“Já vi imagens muito fortes. Tem uma cena em que depois que um homem abusa do bebê, ele ejacula no peito da mãe para que a criança possa mamar o esperma dele. Ou seja, a mãe participando do abuso. Em Curitiba, em novembro do ano passado, uma nenê de apenas oito dias foi estuprada e não sobreviveu”, acrescentou.

Em uma mensagem publicada na rede social Twitter, Damares compartilhou a matéria do site Pleno.News e deixou um recado: “É uma triste realidade de nosso país. Precisamos nos unir para erradicar este crime perverso e punir os responsáveis”.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -