Português   English   Español

Daniel Ortega afirma que mortes na Nicarágua são fantasias

ortega

O líder do regime da Nicarágua, Daniel Ortega, afirmou que o número de mortos na repressão aos protestos que exigem a sua saída é bem inferior ao apresentado por organizações de direitos humanos.

O ex-guerrilheiro sandinista acusou ainda as entidades de “inventar mortos que logo aparecem vivos”.

Em entrevista para a rede CNN em Espanhol, Daniel Ortega afirmou que o balanço do governo afirma que 195 pessoas morreram desde o começo dos protestos, em abril.

Organizações de direitos humanos, no entanto, estimam que 440 pessoas morreram.

‘Os dados apresentados por grupos de direitos humanos não foram depurados, são só denúncias que eles recebem e vão somando’, afirma Ortega.

Segundo o líder esquerdista, estas organizações somam aos mortos nos protestos os casos de vítimas assassinadas por delinquência comum e em âmbito familiar.

Ortega afirma ainda que muitos dos que são contados como mortos “estão fora do país, nos EUA”, mas não informa quantos estariam nestas condições.

 

Adaptado da fonte UOL

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe seu comentário

Veja também...