- PUBLICIDADE -

Decano do STF critica posicionamento de Bolsonaro

Justiça de SC solta preso com base na liminar do ministro Marco Aurélio
- PUBLICIDADE -

“Temos vários casos de pessoas vacinadas que depois pegaram a Covid”, diz ministro.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio, criticou, nesta quinta-feira (10), uma possível interrupção do uso de máscaras por quem já teve Covid-19 ou já foi vacinado. 

O pedido foi feito pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, ao Ministério da Saúde.

De acordo com o magistrado do STF, seria “impensável” o governo federal desobrigar o uso:

“Isso é impensável. Foge ao bom senso. Ainda estamos em meio à pandemia e toda cautela que puder ser implementada é bem-vinda.”

Ao contrário de Bolsonaro, Marco Aurélio defendeu um endurecimento de medidas sanitárias:

“Temos vários casos de pessoas vacinadas que depois pegaram a Covid. Deveria haver uma propaganda maciça pelo uso da máscara, distanciamento social, uso do álcool e higiene das mãos. Nós ainda não suplantamos a pandemia. Basta constatar o número de mortes por dia.”

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -