Português   English   Español
Português   English   Español

Decisão de Toffoli pode barrar entrada do Brasil na OCDE

Decisão de Toffoli pode barrar entrada do Brasil na OCDE
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Toffoli suspendeu processos em que houve compartilhamento de dados fiscais e bancários sem autorização judicial.

A decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, de suspender o compartilhamento de dados do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF) com o Ministério Público pode prejudicar a pré-candidatura do Brasil à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

A entrada na OCDE, conhecido como “clube dos países ricos”, é uma meta do governo do presidente da República, Jair Bolsonaro, e recebe o apoio do governo Donald Trump, nos Estados Unidos.

O embaixador Carlos Márcio Cozendey, principal negociador da delegação brasileira, explicou que o país já passou por uma série de revisões na área de combate à lavagem de dinheiro e financiamento de terrorismo.

O objetivo com as mudanças era se adequar às recomendações do Grupo de Ação Financeira contra a Lavagem de Dinheiro e Financiamento do Terrorismo (Gafi/Fatf).

Segundo o site Metrópoles, Cozendey declarou:

“O Brasil hoje tem uma legislação na prática razoavelmente alinhada ao que é previsto nesse fórum internacional. Não foi julgado ainda (a liminar de Toffoli pelo plenário do STF). Pelo Gafi, todo país é obrigado a ter um órgão tipo o COAF, para acompanhar e combater a lavagem de dinheiro.”

E acrescentou:

“Tem lá uma série de parâmetros do que esse órgão pode fazer. Se isso for modificado, teremos dificuldades nesse fórum.”

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!