Decreto de Bolsonaro inclui Correios em plano de privatizações

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Correios está no Programa Nacional de Desestatização, que estuda os planos de privatizações.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, incluiu a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) no Programa Nacional de Desestatização, que estuda os planos de privatizações.

A decisão foi tomada por meio de decreto assinado desta terça-feira (13).

Em nota, o governo disse que os serviços postais demandam investimentos que o setor público não poderia promover:

“Além disso, a União deve concentrar os seus esforços nas atividades em que a presença do Estado seja fundamental para a consecução das prioridades nacionais.”

No final de fevereiro, Bolsonaro entregou ao Congresso Nacional um projeto de lei que quebra o monopólio dos Correios e abre a empresa pública para o capital privado.

Ainda em tramitação, o texto permite que serviços postais, inclusive os prestados hoje pelos Correios em regime de monopólio, sejam explorados pela iniciativa privada.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.