- PUBLICIDADE -

Delatores confirmam propina de US$ 15 milhões na compra de Pasadena

- PUBLICIDADE -

O juiz Sergio Moro ouviu as primeiras testemunhas da ação penal sobre compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, no governo Lula, superfaturada em US$ 741 milhões, segundo a PF.

Três dos delatores dos primórdios da Operação Lava Jato, Paulo Roberto Costa, Nestor Cerveró e Fernando Antonio Soares Falcão (o Fernando Baiano), confirmaram nesta semana em depoimentos ao juiz federal Sergio Moro que a compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, envolveu pagamento de US$ 15 milhões de propinas.

Os três foram os primeiros ouvidos por Moro no processo aberto em março sobre Pasadena, episódio emblemático do escândalo Petrobrás.

A compra realizada em 2008, durante o governo Luiz Inácio Lula da Silva, foi superfaturada em pelo menos US$ 741 milhões, apurou perícia da Polícia Federal.

 

Adaptado da fonte Estadão

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -