Português   English   Español

Delegado afirma que Joesley Batista mentiu em delação

Delegado afirma que Joesley Batista mentiu em delação

Para o delegado responsável pela Operação Capitu, objetivo de Joesley era ‘tirar’ a apuração ‘da linha de investigação correta’.

A Polícia Federal afirmou nesta sexta-feira (9) que as investigações da Operação Capitu, deflagrada em cinco estados e no Distrito Federal, deixaram claro que o empresário Joesley Batista, um dos sócios do Grupo J&F, dono da JBS, “mentiu e ocultou fatos” na delação premiada que firmou no âmbito da Operação Lava Jato.

Para um dos delegados responsáveis pela apuração, o objetivo de Joesley era “tirar” a PF “da linha de investigação correta”. Ele está entre os presos na ação.

O delegado da PF em Minas Gerais, Mario Veloso, declarou:

A PF descobriu omissões intencionais e contradições graves que colocam em cheque a credibilidade da delação. Isso caracterizou obstrução de Justiça e prejuízo à instrução criminal do inquérito. Mentiram e omitiram sobre pontos. Há indícios fortes disso.

Ele acrescentou:

[O empresário pretendia] tirar a Polícia Federal da linha de investigação correta, levando ao interesse desses colaboradores, colocando em risco a própria credibilidade da PF, responsável pela investigação, do Ministério Público e da própria Justiça.

 

Adaptado da fonte Veja

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe seu comentário

Veja também...