Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Deltan reage à ameaça de inquérito contra procurador da Lava Jato

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

O coordenador da força-tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol, reagiu à ameaça de instaurar inquérito de ofício contra o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima.

A informação foi mencionada pela jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, nessa sexta-feira (27).

Deltan Dallagnol afirmou:

A instauração de inquérito para o qual o STF não tem competência se alinha às tentativas de aprovar leis da mordaça para calar o MP na defesa do interesse da sociedade contra poderosos. Tentativas tendem a expandir como estratégia para impedir mudanças e reações contra ataques injustos.

A nota publicada pelo procurador em seu perfil pessoal no Facebook pode ser lida na íntegra logo abaixo.

Se a declaração de fato ocorreu como retratado por Mônica Bergamo, é um atentado à liberdade de expressão não só de Carlos Fernando, mas de centenas de promotores, procuradores e juízes que têm e usufruem do direito de crítica, como profissionais, acadêmicos e cidadãos.

A instauração de um inquérito para o qual o Supremo não tem competência se alinha às tentativas de aprovar leis da mordaça para calar o Ministério Público na defesa do interesse da sociedade contra poderosos. Essas tentativas tendem a se expandir como uma estratégia para impedir mudanças e reações contra ataques injustos.

Não são as críticas que mancham a imagem do tribunal, mas sim posturas como a do Ministro Gilmar Mendes, que vive atacando injustamente a Lava Jato e os agentes públicos que nela trabalham e trabalharam, como o ex-procurador geral Janot, o juiz Sergio Moro e procuradores de Curitiba. Como querer impor aos outros limitações que tal Ministro não impõe a si próprio?

Cumpre fazer coro ao que o Ministro Joaquim Barbosa disse para Gilmar Mendes, em famosa discussão no Mensalão: saia às ruas, Ministro, e verá que as críticas vêm de todo lado. Em vez de instaurar inquérito, caberia refletir mais detidamente sobre a razão pela qual tantas avaliações críticas estão sendo dirigidas ao Tribunal.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias