Deltan diz que STF fechou ‘janela de combate à corrupção’

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, criticou a decisão tomada pelo STF nesta quinta-feira (14).

Deltan Dallagnol criticou a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a competência exclusiva da Justiça Eleitoral para julgar casos de crimes comuns em que houver crime eleitoral envolvido.

Segundo o procurador da República, a derrota histórica da Operação Lava Jato nesta quinta-feira (14) começa a “fechar a janela de combate à corrupção política que se abriu há 5 anos”.

Pelo julgamento de ontem, todo caso de corrupção e lavagem de dinheiro que envolver também caixa 2 eleitoral deverá sair da Justiça Federal e ser enviado para a Justiça Eleitoral.

O coordenador da Lava Jato e outros procuradores da força-tarefa criticaram duramente nos últimos dias esta possibilidade. Ao tomar a decisão, o Supremo ignorou a preocupação da Lava Jato e a aflição da população.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.