Dennis Rodman, ex-estrela da NBA e amigo de Kim, pede a Trump para ser enviado especial na Coreia do Norte

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A nova proibição de viagens imposta pelo governo Trump impede Dennis Rodman de visitar o país liderado por Kim Jong-un pela sexta vez.

Rodman disse durante uma entrevista em Pequim que autoridades americanas o desencorajaram a viajar para Pyongyang devido às crescentes tensões entre os EUA e a ditadura da Coreia do Norte. Entretanto, o ex-jogador de basquete afirmou que agora seria o momento perfeito, e que ele era a pessoa ideal, para pressionar por paz.

O ex-jogador norte-americano relatou como foram os seus encontros com o líder supremo da dinastia e garante que, apesar do seu regime altamente autoritário, ele tem momentos de descontração como qualquer outra pessoa.

Desde o dia 1º de setembro, o Departamento de Estado dos EUA proibiu visitas de americanos à Coreia do Norte após a morte de Warmbier. O estudante americano cumpria pena de 15 anos de trabalho forçado por tentar roubar um cartaz de propaganda do regime em seu hotel durante uma visita. O jovem morreu em um hospital em Cincinnati, nos EUA, dias após ser liberado da prisão em coma.

 

Com informações de: (1)

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.