Dente de quase 1 milhão de anos oferece dica sobre a evolução humana

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Cientistas encontram o mais antigo dos fósseis humanos. Dente de quase um milhão de anos oferece dica sobre a evolução da espécie humana.

Em colaboração com o Centro Nacional de Pesquisa sobre Evolução Humana da Espanha e outras instituições, cientistas da Universidade de Copenhagen, na Dinamarca, encontraram um dente pertencente à espécie Homo antecessor, com material genético de cerca de 800 mil anos.

O Homo antecessor é o último ancestral comum entre nós e os neandertais, considerados atualmente os nossos parentes mais próximos na escala evolutiva. 

Dessa forma, o fóssil de dente analisado pelos cientistas pode representar a ponte até agora desconhecida entre nós e eles.

Um artigo publicado no dia 1 de abril na revista científica Nature indica que a análise das proteínas encontradas no dente servem como evidência de uma relação estreita entre o Homo sapiens, os neandertais, os denisovanos e o Homo antecessor.

Até agora, o DNA humano mais antigo já observado em laboratório datava de 400 mil anos atrás. 

A análise de material genético tão antigo quanto o dente recentemente encontrado só se tornou possível através do desenvolvimento de novas tecnologias ao longo dos últimos anos, destaca a revista Veja.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.