Português   English   Español

Denunciados e acusados lado a lado com o tucano Geraldo Alckmin

Foto: Ailton de Freitas / O Globo
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

A mesa da entrevista que formalizou o apoio do bloco conhecido com “centrão a Geraldo Alckmin estava repleta de denunciados e investigados.


Como o próprio candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, está envolvido em investigação decorrente da Lava Jato, não é de se estranhar que um extenso grupo de políticos com problemas na Justiça esteja ao lado dele na campanha presidencial.

Durante a formalização do apoio do “centrão” à candidatura do tucano nesta quinta-feira (26), vários políticos sentaram ao lado de Geraldo Alckmin para guardar suas imagens na história. Confira quem é quem na foto abaixo.

Da esquerda para a direita, Milton Monti, Marcos Pereira, ACM Neto, Geraldo Alckmin, Ciro Nogueira, Paulinho da Força, Marconi Perillo e Nilson Leitão

Em matéria publicada nesta quinta, o jornal O Globo detalhou os problemas que muitos dos rostos acima estão enfrentando na Justiça.

Do lado esquerdo de Alckmin no anúncio estava o presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PI). Ele já foi denunciado ao Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a acusação de recebimento de propina e responde a outros inquéritos. Recentemente foi alvo de uma operação da Polícia Federal, acusado de obstrução de Justiça. Nesse caso, a acusação é que Ciro Nogueira estaria envolvido em uma ameaça de morte a um ex-assessor que confessou a prática de crimes junto com o senador.

Paulinho da Força, presidente do SD, é outro que foi alvo da Polícia Federal neste ano. Ele está sob investigação na Operação Registro Espúrio que apura fraudes em registros sindicais no Ministério do Trabalho. Ele também é investigado por acusações feitas na delação da Odebrecht.

Presidente do PRB, o ex-ministro Marcos Pereira também participou do anúncio. Ele é investigado com base nas delações da Odebrecht e da JBS sob a acusação de receber propina. Pereira foi gravado por Joesley Batista acertando repasse de dinheiro

A mesa tinha ainda outros políticos investigados.O ex-governador de Goiás Marconi Perillo (PSDB), que vinha coordenando a campanha de Alckmin, responde a inquéritos por envolvimento com o contraventor Carlinhos Cachoeira e com base na delação da Odebrecht. O deputado Júlio Lopes (PP-RJ), também é investigado com base nas acusações feitas pela empreiteira e foi citado por delatores também nos desdobramentos da Operação Lava-Jato no Rio. O deputado Rodrigo Garcia (DEM-SP), por sua vez, é acusado de ter recebido caixa dois em 2010.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...