Deputada feminista precisa de um homem para saber o que falar

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Deputada do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) causa embaraço ao precisar do apoio de um assessor para apresentar requerimento na CCJ da Câmara.

Esta quarta-feira (17) deve ter sido um dia difícil para a deputada federal Talíria Petrone (PSOL-RJ).

“O feminismo é uma urgência no mundo. O feminismo é uma urgência na América Latina. O feminismo é uma urgência no Brasil”, escreveu Talíria em artigo de opinião no dia 8 de março.

Aparentemente, para a deputada psolista, o feminismo não é uma urgência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados.

Afinal, a parlamentar precisou que um homem lhe dissesse exatamente o que que falar durante a conturbada sessão da CCJ de hoje, onde a oposição continuou suas intermináveis tentativas de obstruir a PEC da reforma da Previdência.

Talíria deixou claro que ela não sabe o que está fazendo ali e que é apenas mais uma deputada opositora tentando impedir o avanço da necessária reforma previdenciária com o objetivo de prejudicar o governo do presidente Jair Bolsonaro.

Confira o vídeo onde Talíria precisa que um assessor sussurre a cola de um requerimento que ela estava apresentando:

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.