- PUBLICIDADE -

Deputadas do PT querem alterar o nome da Câmara

Foram 39 favoráveis e 26 contrários à admissibilidade do texto
Foto: Will Shutter/Câmara dos Deputados
- PUBLICIDADE -

“Machismo estrutural”, dizem as deputadas do PT sobre o nome da Câmara.

As deputadas Erika Kokay (DF) e Gleisi Hoffmann (PR), ambas do Partido dos Trabalhadores (PT), querem mudar o nome da Câmara dos Deputados.

As parlamentares apresentaram um requerimento para a mudança de nome.

O objetivo, segundo as deputadas, é retirar a referência masculina e passar a chamá-la de Câmara Federal, combatendo assim o “machismo estrutural”.

De acordo com as congressistas:

“Pretendemos alcançar tal propósito a partir do uso de uma linguagem que desfaz a referência de discriminação ou exclusão de mulheres em favor de uma designação que expressa um lugar para todas e todos.”

Elas acrescentaram:

“Não há outra razão, a não ser o machismo estrutural, que justifique que, em pleno Século 21, a Câmara ainda seja conhecida como Câmara dos Deputados, a despeito de as mulheres representarem a maioria da população brasileira e do enorme esforço da justiça eleitoral brasileira e, até mesmo, dos organismos internacionais e dos tratados firmados pelo país em prol da inclusão da mulher.”

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -