Deputado Arthur Lira vira réu no STF por corrupção passiva

Deputado Arthur Lira vira réu no STF por corrupção passiva
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

A denúncia foi apresentada pela então procuradora-geral Raquel Dodge e representa um desdobramento da Lava Jato.

O deputado federal Arthur Lira, líder do PP na Câmara, virou réu em ação penal por corrupção passiva. A decisão é da 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF).

O Supremo analisou, nesta terça-feira (8), uma denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) que acusa o deputado de receber R$ 106 mil de propina em espécie.

De acordo com a denúncia, Arthur Lira recebeu, em 2012, propina do então presidente da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), Francisco Colombo, que queria angariar apoio político para permanecer no cargo.

A defesa do parlamentar do PP alegou que as investigações não foram capazes de comprovar que ele agiu no sentido de “receber” o dinheiro. 

Os advogados falaram que a denúncia se baseia apenas na palavra um delator conhecido por ser inimigo do deputado, informa o site Congresso em Foco.

Compartilhe...

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...