Deputado do PL fraudou assinaturas em ‘ofício do Fundão Eleitoral’

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“Assinei e assinaria de novo, se preciso. Eu resolvi fazer e acabou”, disse o deputado responsável pela fraude.

O senador Jorginho Mello (PL-SC) afirmou, nesta quinta-feira (5), que a assinatura no ofício encaminhado ao deputado Domingos Neto, relator do Orçamento, não havia sido feita por ele.

O documento em questão serviu de base para o aumento do fundo eleitoral para R$ 3,8 bilhões.

O Antagonista descobriu que a assinatura falsa em nome do senador Mello no ofício foi obra do deputado Wellington Roberto, líder do Partido Liberal (PL) na Câmara dos Deputados.

Roberto também teria fraudado a assinatura do presidente da legenda, José Tadeu Candelária.

Questionado pelo blog, Wellington Roberto admitiu a fraude, explicando que assinou “como representante” do partido, mas que não tem “nenhuma procuração”:

“Assinei como representante do meu partido numa reunião em que estavam ausentes o presidente e o líder. Encerrada a reunião, perguntaram se eu podia assinar. Assinei e assinaria de novo, se preciso. Eu resolvi fazer e acabou.”

O senador Jorginho Mello avalia tomar medidas judiciais em razão do dano à sua imagem. Já Wellington Roberto diz não ter cometido crime algum:

“Não sabia que ele era contra. Acho que não fiz nada demais. Se ele acha que eu fiz, é problema dele. Não estou me afastando hora nenhuma da responsabilidade de ter assinado.”

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.