Deputado do PSOL volta a ofender Moro de ‘juiz ladrão’

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“Não retiro uma palavra do que eu disse na Comissão de Constituição e Justiça, de que Moro é um juiz ladrão”, afirmou o parlamentar do PSOL.

O deputado federal Glauber Braga (PSOL-RJ) foi notificado pelo Conselho de Ética da Casa com pedido de cassação do mandato por quebra de decoro na última semana.

No início de julho, ele estava a poucos metros do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, quando declarou: “O senhor vai estar nos livros de história como um juiz que se corrompeu, como um juiz ladrão!”.

Ao ataque do deputado, seguiu-se uma confusão na sala de audiência da da Câmara, enquanto Moro deixava o recinto cercado por apoiadores.

Em entrevista ao site UOL, Braga diz que se o processo não for arquivado ele terá uma boa oportunidade de reafirmar o que disse.

“Não retiro uma palavra do que eu disse na Comissão de Constituição e Justiça, de que Moro é um juiz ladrão”, afirmou Braga.

A principal ilegalidade, argumenta Braga, é a de Moro ter atuado em um processo sem a imparcialidade necessária, para depois conseguir a recompensa de ser indicado a um ministério no governo Jair Bolsonaro.

O parlamentar diz acreditar na manutenção do mandato e não se intimida com a ameaça de cassação: “Vou defender o mandato porque é questão de Justiça, mas não vou vender a alma a ninguém por conta disso.”

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.