Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Deputado do PT admite ter criado esquema de propaganda irregular

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

O deputado federal e candidato ao Senado, Miguel Corrêa Júnior, que está por trás da rede de influenciadores digitais pagos pelo PT, emitiu uma nota oficial em seu perfil no Instagram.

O petista confirma que trabalhou diretamente com o desenvolvimento de startups na área digital.

“Deste trabalho, surgiram diversos aplicativos, dentre eles o Follow, app do qual sou um dos fundadores”, afirmou.

View this post on Instagram

Nota Oficial Minha vida pública sempre esteve pautada na legalidade. Meu histórico político prova isso. Nos últimos anos, venho despontando como referência na pauta da tecnologia, inovação e geração de empregos para os jovens empreendedores, mulheres e pessoas que nunca tiveram condições de capilarizarem suas idéias em grandes negócios. Esta foi minha pauta como professor universitário, empresário, político e secretário de estado. Além disso, trabalhei diretamente com o desenvolvimento de startups. Deste trabalho, surgiram diversos aplicativos, dentre eles o Follow, app do qual sou um dos fundadores. Em alguns trabalhos, a Follow e a Be Connected apresentaram, para clientes, análises de monitoramentos de redes e de perfis reais de grandes influencers (perfis com grande alcance e relevância na internet) para apontar comportamento e análise deste novo ambiente de debate democrático, de onde nasceram movimentos de unificação de conteúdo. Vale ressaltar que, para realização de tal ação, NUNCA existiu o pagamento de qualquer tipo de valor a estes perfis de grande influência. Miguel Corrêa

A post shared by Miguel Correa (@miguelcorrea) on

Breno Nolasco, ex-assessor do parlamentar petista, explicou o funcionamento do esquema em vídeo divulgado pela Renova Mídia na segunda-feira (27) e reproduzido por vários veículos da grande mídia.

Em transmissão ao vivo pelo Facebook nesta terça-feira (28), o deputado petista Miguel Corrêa Júnior repetiu que foi quem idealizou o aplicativo Follow, usado para articular a rede de ativistas digitais remunerados.

Ele também assumiu “toda a responsabilidade” sobre o caso e que a militância “não é só virtual”.

Estou ao vivo! 📹Responderei, ponto a ponto, a esse ataque de fake news, construído para tentar me acovardar. Conheça a verdade!#Miguel130 #Dilma133 #Pimentel13 #MiguelOportunidade #ConstruindoOportunidades #EmpregoDoFuturo #SeuPrimeiroNegócio #ComigoVocêPodeMais #MiguelCorrea

Posted by Miguel Corrêa on Tuesday, August 28, 2018

O Antagonista levantou um questionamento interessante:

Considerando que Miguel Corrêa trabalhou com startups quando era secretário de Ciência e Tecnologia do governo de Minas e que a Follow é fruto disso, qual a chance de o deputado ter usado dinheiro público para fins pessoais e partidários?

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias