- PUBLICIDADE -

Deputado propõe proibição de financiamento estrangeiro em sindicatos

Receita de sindicatos cai 86% com fim da contribuição obrigatória

“Isso é uma interferência política estrangeira inadmissível”, diz Martins.

- PUBLICIDADE -

O deputado Paulo Eduardo Martins apresentou, na última terça-feira (30), um projeto de lei que proíbe o financiamento estrangeiro em sindicatos do Brasil.

A proposta de Martins foi apresentada após a notícia de que sindicatos brasileiros receberam doações da China.

Como noticiou a Renova, a Federação Nacional dos Sindicatos da China (ACFTU) anunciou que doará US$ 300 mil — cerca de R$ 1,7 milhão — para as centrais sindicais tupiniquins.

Em mensagem nas redes sociais, Martins declarou:

“Agora, os sindicatos brasileiros são comprovadamente braços políticos do PCC. Isso é uma interferência política estrangeira inadmissível. Assim, propus o PL 1124/2021, que proíbe aportes financeiros estrangeiros em sindicatos.”

E completou:

“Investimentos regulares e trocas comerciais são muito bem vindas, compra de consciência e manipulação política, não.”

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -