Deputado quer abrir CPI das Urnas Eletrônicas

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Eduardo Bolsonaro defende abertura da CPI das Urnas Eletrônicas.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) afirmou, nesta quarta-feira (4), que está “preparando a peça” para abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as urnas eletrônicas do Brasil.

Segundo o deputado, a CPI seria aberta “com base nas graves denúncias embasadas no relatório da PF em que através de documentos o próprio TSE admite que o sistema foi invadido pelo menos em 2018“.

A informação foi divulgada na noite de hoje pelo deputado federal Filipe Barros (PSL-PR) e pelo presidente Jair Bolsonaro durante participação no programa “O Pingo nos Is“, da rádio Jovem Pan.

Minutos atrás, o jornalista Caio Junqueira, da emissora CNN Brasil, divulgou mais detalhes sobre o caso.

Como noticiou a Renova, Junqueira apontou que Giuseppe Dutra Janino, então secretário de Tecnologia da Informação do TSE durante as eleições de 2018, encaminhou à PF no dia 7 de novembro de 2018 um pedido para investigar uma invasão aos sistemas digitais da Corte.

A carta foi elaborada a pedido da então presidente do TSE, Rosa Weber, a partir do recebimento de uma denúncia feita por um hacker ao portal de notícias Tec Mundo.

No documento, o secretário de tecnologia avalia ser necessário a abertura de uma investigação pela PF uma vez que “existe a possibilidade de manipulação de arquivos de configuração que alimentam o software da urna“.

Confira a publicação do deputado Eduardo Bolsonaro:

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.