Deputados cobram retratação da esquerda após confissão de Battisti

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Deputados apoiadores do presidente Jair Bolsonaro celebraram a confissão do terrorista italiano Cesare Battisti na manhã desta segunda-feira (25).

Cesare Battisti confirmou a autoria dos assassinatos na década de 1970 pelos quais foi condenado à prisão perpétua na Itália.

O procurador-geral de Milão, Francesco Greco, afirmou nesta segunda-feira (25) que Battisti “admitiu suas responsabilidades” em quatro homicídios, nos ferimentos causados a outras três pessoas e em roubos cometidos pelo grupo Proletários Armados pelo Comunismo, que ele integrou na juventude.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, celebrou a confissão de Battisti através do Twitter. Ainda nas redes sociais, a noticia repercutiu entre parlamentares.

“Alguém na esquerda já pediu desculpas por ter apoiado a permanência desse marginal [Battisti] no Brasil por todo esse tempo?”, questionou a deputada Carla Zambelli (PSL-SP), por meio do Twitter.

Na mesma rede social, o deputado Paulo Martins (PSC-PR), citando uma matéria da RENOVA, também cobrou posicionamento de parlamentares esquerdistas defensores do italiano.

“Battisti confessa assassinatos. A esquerda brasileira passou anos protegendo esse verme e alegando sua inocência. Agora dirão que agiu certo ao assassinar pessoas?”, escreveu.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.