Deputados opositores fogem para embaixadas na Venezuela

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Na terça-feira, a Assembleia Constituinte da Venezuela suspendeu a imunidade dos políticos que participaram da insurreição contra Maduro.

Três deputados opositores, acusados de rebelião pelo regime chavista, buscaram refúgio em embaixadas estrangeiras na Venezuela um dia depois de terem a imunidade parlamentar cassada pela Assembleia Constituinte, controlada pelo ditador Nicolás Maduro.

Na quarta-feira (8), Edgar Zambrano, vice-presidente da Assembleia Nacional (AN), de maioria opositora, foi preso pelo serviço de inteligência da Venezuela.

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, condenou “com veemência a prisão ilegal e arbitrária do vice-presidente da Assembléia Nacional da Venezuela”, informa a RENOVA.

Zambrano era um dos principais parlamentares da oposição e braço direito de Juan Guaidó, presidente interino do País.

Zambrano é um dos dez deputados contra os quais o Tribunal Supremo de Justiça (TSJ), controlado pelo chavismo, ordenou um julgamento por “traição à pátria e conspiração”, por envolvimento na na revolta de um grupo de militares no dia 30 de abril, sob a liderança de Guaidó. Na terça-feira, a Assembleia Constituinte suspendeu a imunidade dos políticos, informa o Estadão.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.