Português   English   Español

Deputados trocam ofensas em votação do Escola sem Partido

Ivan Valente (PSOL-SP) chamou o projeto “Escola Sem Partido” de retrocesso, enquanto Marco Feliciano (PODE-SP) se declarou “contra a ditadura de esquerda e a diarreia verbal” do deputado psolista.

A reunião para votação do projeto “Escola sem Partido” foi adiada pela quarta vez nesta quinta-feira (22).

A mudança teria sido causada após o pedido de vista conjunta, ou seja, a revisão do projeto de lei já aprovado em Alagoas.

Durante a discussão, parlamentares favoráveis ao projeto, que impõe regras sobre a abordagem de assuntos como educação sexual e de gênero, diziam não temer que o “Escola sem Partido” seja discutido no plenário da Câmara.

A deputada Érika Kokay (PT-DF), uma das representantes da oposição, afirmou que utilizará as ferramentas regimentais para obstruir o andamento do projeto na comissão.

Considerado um retrocesso civilizatório pelo deputado Ivan Valente (PSOL-SP), o deputado Marco Feliciano (PODE-SP) se declarou “contra a ditadura de esquerda e a diarreia verbal” feita por Ivan.

O deputado Glauber Braga (PSOL-RJ), colega de bancada de Ivan, retrucou exigindo respeito por parte de Feliciano e o chamou de moleque.

O presidente da comissão, deputado Marcos Rogério (DEM-RO), deve convocar as duas reuniões para a terça e quarta-feira da próxima semana. Espera-se que a discussão final e a votação do relatório ocorram na próxima na quinta (29).

 

Adaptado da fonte Pleno.News

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter