Português   English   Español

Desmatamento na Amazônia é o maior desde 2008

O desmatamento na Amazônia voltou a crescer entre 2017 e 2018, e atingiu o maior patamar da última década, com 7,9 mil km² de floresta derrubados.

O número representa um crescimento de 13,7% em relação ao período anterior (2016-2017).

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (23) pelo Ministério do Meio Ambiente e pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

As informações são relativas ao Prodes (Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite), sob responsabilidade do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

Desde 2013, os dados de desmatamento Prodes vem apresentando uma tendência de crescimento.

O pico de destruição nesse período ocorreu em 2016, com 7,8 mil km², o que representou um aumento de 29% em relação ao ano anterior.

O recorde de derrubadas pertence a 1995, com 29,1 mil km² destruídos.

Historicamente, os estados que puxam o desmatamento são Pará —que tem apresentado tendência de alta– e Mato Grosso –com níveis estáveis nos últimos anos—, seguidos de Rondônia e Amazônia.

 

Adaptado da fonte Folha

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter