Despesas pessoais de Dirceu foram pagas por empresas

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Última fase da Lava Jato aponta que Dirceu teve despesas pessoais pagas por empresas de telecomunicação.

Batizada de Mapa da Mina, a 69ª fase da operação Lava Jato apontou que José Dirceu, ex-ministro do governo do ex-presidente Lula da Silva (PT), teve despesas pessoais e da própria família custeadas por empresas de telecomunicações acusadas pela Polícia Federal (PF) de corrupção e lavagem de dinheiro.

De acordo com os procuradores da força-tarefa, a empresa RT Serviços foi utilizada pelo grupo chamado de “Oi/Telemar” para receber recursos e beneficiar Dirceu, informa o portal Terra.

A Lava Jato também apurou que a “Oi/Telemar recebeu vantagens do governo federal”. Entre as decisões que teriam beneficiado o grupo, os procuradores destacaram o Decreto 6.654/08, assinado pelo ex-presidente Lula. 

Em coletiva de imprensa, o procurador da República, Roberson Pozzobon, afirmou que “o quebra-cabeça dessa fase da Lava Jato não está todo montado”, e por isso 47 mandados de busca e apreensão estão em curso nesta terça-feira (10).

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.