Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Dias Toffoli classifica STF como ‘editor de um país inteiro’

COAF enfrenta paralisia após decisão de Dias Toffoli
Imagem: ROSINEI COUTINHO/SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL/STF
COMPARTILHE

“Somos editores de um país inteiro, de uma nação inteira, de um povo inteiro”, diz Toffoli.

O ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou, na última terça-feira (28), que o Judiciário atua como um “editor de uma nação inteira”.

A declaração foi feita ao comentar sobre o controverso inquérito das fake news, que é responsável por suspender das redes sociais diversos aliados do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Em conferência virtual, segundo o site Poder360, Toffoli usou como exemplo o editor de um jornal que decide bloquear a publicação de uma notícia:

“Todo órgão de imprensa tem censura interna. Em que sentido? O seu acionista ou o seu editor, se ele verifica ali uma matéria que ele acha que não deve ir ao ar porque ela não é correta, ela não está devidamente checada, ele diz: ‘Não vai ao ar’. Aí o jornalista dele diz: ‘Mas eu tenho a liberdade de expressão de colocar isso ao ar?’. Entendeu? Não é à toa que todas as empresas de comunicação têm códigos de ética, códigos de conduta, de compromisso.”

E acrescentou:

“Nós, enquanto Judiciário, enquanto Suprema Corte, somos editores de um país inteiro, de uma nação inteira, de um povo inteiro”.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários