Português   English   Español

Dias Toffoli frustra o PT ao dizer que Constituição foi respeitada

Dias Toffoli frustra o PT ao dizer que Constituição foi respeitada

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, disse que a prisão de Lula e o impeachment de Dilma Rousseff foram feitos em “total respeito à Constituição e às leis do país”.

Segundo o ministro, o Brasil possui um Judiciário “fortalecido, independente e atuante” para garantir o direito e a Constituição.

Durante seminário realizado nesta terça-feira para discutir os 30 anos da Constituição, o presidente do Supremo, Dias Toffoli, declarou:

Em 2013, povo na rua. Em 2014, eleições acirradas. Em 2015, operações que envolvem a classe política e grandes empresários do Brasil. Em 2016, impeachment da Presidente da República e, em seguida, cassação do Presidente da Câmara dos Deputados. Em 2017, duas denúncias apresentadas contra o Presidente da República e julgadas preliminarmente pela Câmara dos Deputados se seriam ou não processadas. Em 2018, prisão de um ex-presidente da República que por oito anos exerceu o mandato de presidente da nação. Todos esses impasses foram levados ao Judiciário, ao Supremo Tribunal Federal, e resolvidos pelas vias institucionais democráticas, com total respeito à Constituição e às leis do país. Não é qualquer coisa.

O ministro afirmou que o país tem uma sociedade engajada politicamente e ciente de seus direitos. Assim, é preciso parar de esperar tudo dos representantes eleitos ou das autoridades.

 

Adaptado da fonte Globo

Deixe seu comentário

Veja também...