- PUBLICIDADE -

Dilma e Temer negaram inspeção da ONU em barragens do Brasil

Dilma e Temer negaram inspeção da ONU em barragens do Brasil
- PUBLICIDADE -

Brasil não autorizou a viagem de um relator da ONU para avaliar a situação das barragens e do meio ambiente, depois do desastre de Mariana, em Minas Gerais.

O relator das Nações Unidas sobre a implicação para os Direitos Humanos da Gestão Ambiental e Substâncias Tóxicas, Baskut Tuncak, alega ter solicitado ao governo o sinal verde para que fizesse uma viagem ao Brasil em várias ocasiões.

O objetivo do relator da ONU era avaliar a resposta das autoridades e examinar os riscos ambientais de potenciais novos desastres.

Em entrevista ao “Estadão”, Tuncak declarou:

“Fiz repetidos apelos ao governo para que eu fizesse uma avaliação independente da situação. Fizemos muitos pedidos e tivemos reuniões com a missão do Brasil em Genebra. Mas não tivemos uma resposta e não recebemos um convite.

Além de diversos contatos com os diplomatas brasileiros em Genebra ao longo dos anos e ainda durante o governo da petista Dilma Rousseff, ele enviou uma carta oficial no dia 7 de agosto de 2018 solicitando a visita também durante o governo do emedebista Michel Temer.

Como não houve uma resposta, o relator da ONU diz ter voltado a enviar outra carta no dia 7 de dezembro de 2018, já com o governo em fase de transição, mas também não obteve resposta.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -