- PUBLICIDADE -

Dilma não gostou de Bolsonaro lembrando seu passado guerrilheiro

Dilma não gostou de Bolsonaro lembrando seu passado guerrilheiro
- PUBLICIDADE -

“Será cobrado por suas mentiras, calúnias e difamações”, disse Dilma sobre Bolsonaro.

A presidente afastada Dilma Roussef (PT) disse que o presidente da República, Jair Bolsonaro, vai responder na Justiça a supostas calúnias.

Em nota divulgada na noite desta quinta-feira (16), Dilma afirmou:

“O senhor Bolsonaro responderá no juízo criminal e cível por mais essa leviandade contra mim. Ele não poderá se escudar no cargo de Presidente da República e irá ser cobrado por suas mentiras, calúnias e difamações.”

Ontem, ao receber o prêmio de “Personalidade do Ano”, em Dallas, nos Estados Unidos, o presidente Bolsonaro sugeriu que a petista teria participado de ações armadas durante a ditadura militar:

“No Brasil, a política até há pouco era de antagonismo a países como Estados Unidos. Os senhores eram tratados como se fossem inimigos nossos. Agora, quem até há pouco ocupava o governo, teve em sua história suas mãos manchadas de sangue na luta armada, matando inclusive um capitão, como eu sou capitão, naqueles anos tristes que tivemos no passado.”

Dilma foi condenada e presa por integrar o grupo guerrilheiro VAR-Palmares durante o período do regime militar no Brasil.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -