Dinamarca negará cidadania para filhos de jihadistas do EI

Idiomas:

Português   English   Español
Dinamarca negará cidadania para filhos de jihadistas do EI
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Dinamarca concordou em recusar que crianças nascidas de membros dinamarqueses do Estado Islâmico reivindiquem cidadania e passaporte.


A política surge depois que o governo da Dinamarca intermediou um acordo com o populista Partido do Povo Dinamarquês (DF).

A negociação colocou fim à política anterior que permitia às crianças dos combatentes do Estado Islâmico a capacidade de reivindicar a cidadania, informa o site dinamarquês DR.

A medida foi apoiada pelo ministro das Relações Exteriores, Inger Støjberg, que é bem conhecido por sua dura postura contra a migração em massa.

“Eles nascem de pais que deram as costas à Dinamarca e, portanto, não devem pertencer à Dinamarca”, disse Inger.

Também existe a possibilidade de que o governo dinamarquês despoje a cidadania de membros do Estado Islâmico que têm dupla nacionalidade sem passar pelo sistema judicial.

Newsletter RENOVA

Receba gratuitamente as principais notícias do Brasil e do Mundo por email.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

Veja também...