Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Dinamarca vai desenterrar milhões de visons sacrificados

Dinamarca alerta para mutação de coronavírus que coloca vacinas em risco
COMPARTILHE

Milhões de visons sacrificados serão desenterrados de valas comuns na Dinamarca.

Dinamarca era o principal exportador de visons para marcas de moda de luxo, com milhares de cidadãos dependendo deste mercado para sua subsistência. 

No entanto, no início de novembro, todo rebanho dinamarquês de cerca de 17 milhões de visons foi condenado ao abate. 

A decisão foi tomada depois que centenas de fazendas sofreram surtos de coronavírus e as autoridades encontraram cepas mutantes do vírus entre as pessoas. 

Do total de visons sacrificados, quatro milhões foram enterrados às pressas em uma área militar no oeste da Dinamarca. 

Agora, alguns cadáveres começaram a ressurgir do solo, visto que os gases do processo de decomposição empurraram os corpos para a superfície. 

Neste domingo (20), o governo obteve apoio do Parlamento para desenterrar os visons e transportá-los para incineradores de lixo.  

O trabalho só terá início em maio do próximo ano, quando for eliminado o risco de contaminação por Covid-19 pelos animais mortos. 

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
3 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Carlos Crispim
Carlos Crispim
1 mês atrás

Foram enterrados vivos, como fazem com porcos e galinhas, o ser humano é a pior praga que existe.

Fernando lima
Fernando lima
1 mês atrás

Poxa vida ai

CLLS
CLLS
1 mês atrás

Sinceramente, mihões de animais sacrificados só para que madames se vistam com as peles deles. Essas pessoas ainda vivem na idade da perda lascada. Tem que acabar com isso.

PUBLICIDADE