Português   English   Español

Direita italiana defende possível visita de Jair Bolsonaro

Direita italiana defende possível visita de Jair Bolsonaro
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Representantes dos partidos direitistas Liga e Força Itália (FI) se manifestaram nesta quinta-feira (17) em defesa de uma possível visita do presidente Jair Bolsonaro ao país europeu.


Em entrevista ao programa “Porta a Porta”, da emissora italiana “Rai“, o mandatário brasileiro cogitou a hipótese de viajar à cidade de Lucca, na Toscana, em 8 de maio, quando é celebrado o Dia da Vitória dos Aliados contra o nazifascismo na Segunda Guerra Mundial.

O Brasil participou dos combates na Itália e ajudou na libertação do país. Além disso, os avós maternos do presidente Jair Bolsonaro eram de Lucca.

Após a entrevista, o prefeito Alessandro Tambellini, do esquerdista Partido Democrático (PD) disse que Bolsonaro seria recebido com “o devido respeito” em sua cidade, mas ressaltou que não compartilha das “ideias do presidente do Brasil”.

Um dia depois, foi a vez de a direita se manifestar. O senador Massimo Mallegni, do FI, partido de Silvio Berlusconi, declarou:

“O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, é bem-vindo em nossa terra. Farei todo o possível para facilitar sua chegada em nosso país e nossa província. Encontrarei em breve o embaixador brasileiro.”

E, segundo a “ANSA“, acrescentou:

“Um presidente não-comunista, isso o torna ainda mais bem-vindo.”

Já o comissário provincial da Liga em Lucca, Andrea Recaldin, afirmou que recebe com “grande entusiasmo” o desejo de Bolsonaro de “visitar a terra dos avós”.

“Se o prefeito de Lucca não o quer, problema dele”, declarou.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...