Direitista favorito na Colômbia recebe críticas de guerrilheiros

Português   English   Español
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Os colombianos vão às urnas neste domingo (17) em um segundo turno presidencial polarizado, onde o candidato da direita Iván Duque é o favorito.

Na terça-feira (12), a guerrilha marxista Exército de Libertação Nacional (ELN) criticou o candidato Iván Duque, de direita, favorito para vencer o segundo turno das eleições presidenciais na Colômbia.

Segundo o ELN, o candidato apoiado por Álvaro Uribe não está interessado nas “negociações de paz”, que acontecem em Cuba.

Pablo Beltrán, negociador-chefe da guerrilha, declarou por meio de uma nota:

Duque desconhece a agenda de conversas pactada com o governo, o que significa que não está interessado na participação da sociedade na construção da paz.

Iván Duque deixou claro em diversas oportunidades durante a campanha presidencial que pretende revogar os acordos feitos pelo governo atual de Juan Manuel Santos com guerrilhas da Colômbia.

Com informações da Terra
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

Veja também...

SIGA A RENOVA