‘Ditador a gente sabe o que merece’, diz Gentili

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Julgado sumariamente em praça pública, o ditador fascista Benito Mussolini foi fuzilado, em 1945, ao lado da companheira Clara Petacci, e dos homens que os escoltavam.

Os corpos de Mussolini e Clara foram levados até Milão, na Itália, onde permaneceram expostos ao público, amontoados em uma pilha, na parte externa de um posto de gasolina da praça de Loreto.

A 2ª Guerra Mundial estava aproximava-se do fim.

Após deixar um legado de perseguições, assassinatos, derrotas e caos econômico, o corpo de Mussolini foi alvo da fúria popular.

Corpos de Benito Mussolini, Clara Petacci e escolta

Uma multidão chutou, baleou, cuspiu e urinou nos corpos. Depois, eles foram pendurados de cabeça para baixo em uma viga de metal.

Os restos mortais de Mussolini e Clara passaram por horas de humilhação e profanação. Esta foi a resposta dada pela população italiana ao legado do ditador.

Corpos de Benito Mussolini e Clara Petacci

Nesta sexta-feira, 16 de abril de 2021, a imagem acima foi compartilhada pelo humorista Danilo Gentili em resposta a um comentário feito pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

“Só não saio desta cadeira morto. Blz”, escreveu Gentili, em faz referência a uma frase dita por Bolsonaro em live transmitida ontem (15).

Mensagem no Twitter posteriormente apagada por Danilo Gentili. | Foto: Reprodução/Twitter

Como noticiou a Renova, ao comentar sobre uma decisão recente da ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Carmén Lúcia, Bolsonaro declarou:

“Eu não quero me antecipar e falar o que acho sobre isso aí, mas digo uma coisa: só Deus me tira da cadeira presidencial e me tira, obviamente, tirando a minha vida. Fora isso, o que estamos vendo acontecer no Brasil não vai se concretizar. Mas não vai mesmo. Não vai mesmo.”

Alguns minutos após publicar a foto do corpo do ditador italiano de cabeça pra baixo, Gentili apagou o tuíte, e escreveu:

O apresentador vem sendo apontado pelo Movimento Brasil Livre (MBL) e pelo ex-ministro Sérgio Moro como um bom nome para disputar a Presidência da República em 2022.

Em coluna recente publicada na Revista Crusoé, Moro disse que Gentilli “teria seu voto”.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.