Ditador da Nicarágua acusa a direita de prejudicar a América Latina

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

O ditador de Nicarágua, Daniel Ortega, lamentou que os “governos de direita” de América Latina tenham acabado, em sua opinião, com os organizações de cooperação regional.

Em entrevista, Ortega disse que “a América Latina está sendo vítima do que é a falta de atitude democrática de governos de direita que provocaram uma polarização e uma fratura nos organismos de integração” da região.

O ditador da Nicarágua declarou:

Nunca como agora, que partidos de direita governam os países de América Latina, os organismos de integração regional tinha se enfraquecido, desde a Celac (Comunidade de Estados Latino-americanos e Caribenhos), que nasceu quando tínhamos uma relação diferente na América Latina.

Daniel Ortega destacou que a Celac foi criada sob a supervisão do ex-presidente brasileiro Lula, “mas isso foi destruído agora pela intolerância dos governos de direita que agem sob a direção da política americana”.

Segundo Ortega, isso lembra “a época quando ocuparam a OEA (Organização dos Estados Americanos) para invadir países como a República Dominicana e quando entre as tropas libertadoras encabeçadas pelos ianques estavam as tropas de Somoza, frente à ameaça do comunismo. Essa história está sendo reeditada”.

Sobre a Venezuela, ele garantiu manter “boa relação” e que o país de Nicolás Maduro “está sendo vítima da mesma política intervencionista que sofreram países como Cuba e que também sofreu a Nicarágua”.

 

Adaptado da fonte EFE
Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações