Ditador da Venezuela acusado de envolvimento na morte de vereador opositor

Idiomas:

Português   English   Español
Ditador da Venezuela acusado de envolvimento na morte de vereador opositor
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

A ex-procuradora-geral venezuelana, Luisa Ortega denunciou nesta quarta-feira (16) no Tribunal Penal Internacional (TPI) a ditadura de Nicolás Maduro pela morte do vereador Fernando Albán.


Luisa Ortega precisou fugir da Venezuela após romper com o chavismo. Segundo a ex-PGR, há evidências que vinculam Maduro e a Delcy Rodríguez no caso.

O vereador Fernando Albán morreu após cair do 12º andar do prédio do Sebin, o serviço secreto de inteligência venezuelano. O regime alega suicídio.

Ortega se reuniu nesta quarta-feira (16) por uma hora e meia com a procuradoria do tribunal da ONU, para quem entregou testemunhos de funcionários da polícia e do próprio Sebin que comprovariam como ocorreu a morte de Alban, informa o “Estadão“.

A ex-procuradora relatou ainda contradições no relato sobre o suposto suicídio de Alban.

A autópsia, ainda de acordo com o relato de Ortega, foi feita por uma pessoa sem credenciais para praticá-la.

Newsletter RENOVA

Receba gratuitamente as principais notícias do Brasil e do Mundo por email.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

Veja também...