Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Ditadura da Nicarágua avança ‘Lei da Mordaça’ nas redes sociais

Ditadura da Nicarágua avança ‘Lei da Mordaça’ nas redes sociais
COMPARTILHE

Cidadãos da Nicarágua podem passar 6 anos presos por divulgar informações “não autorizadas”.

Em setembro, por meio de decreto, o ditador sandinista da Nicarágua, Daniel Ortega, deu início ao processo de controle da internet do país pelo Estado.

Nesta terça-feira (27), com a aprovação de uma lei de pune crimes cibernéticos, o Congresso da Nicarágua consolidou a censura no país da América Central.

A medida foi aprovada com 70 votos a favor — todos de membros do partido FSLN (Frente Sandinista de Libertação Nacional), ao qual é filiado o “presidente” do país. 

A ínfima oposição a Ortega alerta que a legislação, batizada de “Lei da Mordaça”, permitirá ao governo prender quem considerar difusor de notícias falsas e regular o que é publicado em redes sociais e meios de comunicação.

Com as novas regras, as penas para os cidadãos podem ser as seguintes:

  • Divulgação de notícias falsas: prisão de 2 a 4 anos
  • Divulgação de notícias falsas com informação deturpada: 1 a 3 anos de prisão 
  • Publicação de conteúdo que incite ódio ou violência: 3 a 5 anos de prisão.
  • Revelação de informações “não autorizadas” pelo governo: 4 a 6 anos de prisão. 
  • Acesso ou divulgação de informações que ameacem a segurança nacional: até 8 anos de prisão. 
  • Espionagem informática: pena máxima de 10 anos de prisão.

A ditadura da Nicarágua agora pode investigar e processar crimes cometidos pela imprensa e por aplicativos que produzem, reproduzem e transmitem gráficos e textos.

De acordo com a nova lei, juízes podem exigir que fornecedores de serviços de internet divulguem dados de usuários que estejam sendo investigados pela ditadura.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE