Ditadura da Nicarágua continua reprimindo vozes dissidentes

Português   English   Español
Ditadura da Nicarágua continua reprimindo vozes dissidentes
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Pelo menos dez pessoas foram detidas neste domingo (23) de forma “arbitrária” pela Polícia da Nicarágua durante um protesto contra a ditadura esquerdista de Daniel Ortega.

Um dos presos é Francisco Acosta, irmão da jornalista Gloria Acosta, do jornal “Hoy”, que participava da manifestação na capital Manágua quando foi levado para um destino desconhecido.

Os outros detidos são Ángel Cuarezma, Nhadiezdha Chavarría, Andrés Eliseo Cruz, Kevin Solís, Alex Hernández, Tania Cadena, José Ángel González, Adrián Andrés García e Pedro Estrada, a maioria jovens.

Conforme os parentes, a manifestação se chamava “Somos a voz dos presos políticos” e os dez foram presos pelo fato de participarem do ato.

Essa passeata foi dispersada a tiros, de acordo com os organizadores, e deixou pelo menos uma pessoa morta e quatro feridas, segundo a Polícia Nacional.

Segundo informações do Estadão:

Pelo menos uma pessoa morreu e outras cinco ficaram feridas depois um ataque domingo, 23, contra uma marcha opositora na Nicarágua, que pedia a saída de Daniel Ortega do governo.

A vítima foi identificada como Max Romero, de 16 anos, que morreu como consequência “do fogo cruzado”, segundo informações da polícia, que atribuiu a morte aos manifestantes. A tia do jovem, que preferiu não se identificar por medo de represálias, negou a versão da polícia. Ela disse que seu sobrinho participava das marchas porque “não queria ver seu país sob a ditadura de Daniel Ortega”.

A Nicarágua vive uma crise sociopolítica que gerou vários protestos contra a administração de Daniel Ortega e deixou mais de 300 mortos, conforme organismos de Direitos Humanos nacionais e estrangeiros.

 

Adaptado da fonte EFE
SIGA A RENOVA

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

Veja também...

SIGA A RENOVA