Português   English   Español

Ditadura de Cuba trocou Porto de Mariel por Mais Médicos

A ditadura comunista de Cuba ofereceu seus profissionais da saúde em troca do financiamento do Porto de Mariel através de bilhões do BNDES.

Os telegramas sobre o Mais Médicos, revelados pelo jornal “Folha de S. Paulo“, mostram que Cuba ofereceu o programa Mais Médicos ao governo de Dilma Rousseff em troca do pagamento de suas dívidas no Porto de Mariel.

O Brasil pagou a ditadura a fim de que Cuba devolvesse o dinheiro emprestado pelo governo para a obra da Odebrecht. No entanto, mesmo assim, o BNDES tomou um calote, conforme noticiou a Renova Mídia.

O governo do PT sempre soube que a ditadura castrista não poderia pagar a obra do Porto de Mariel e tentou acobertar a negociata importando mão-de-obra escrava dos médicos cubanos, como notou O Antagonista.

O jornalista Merval Pereira, em seu blog no jornal O Globo, também falou sobre o assunto:

Como não se sabe nem mesmo quanto o Brasil pagou nesses cinco anos de convênio com Cuba, e nem a forma do pagamento — se como compensação pelas obras da Odebrecht em Cuba, ou através das Opas —, será preciso agora abrir a caixa-preta do BNDES para entender exatamente o que aconteceu.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter