Português   English   Español

Ditadura diz que militares estão ‘dispostos a morrer’ por Maduro

Ditadura diz que militares estão 'dispostos a morrer' por Maduro
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Maduro tomou posse para um novo “mandato presidencial” de 6 anos cuja legitimidade não é reconhecida pela oposição e por boa parte da comunidade internacional.


O ministro da Defesa da Venezuela, Vladimir Padrino, disse nesta terça-feira (15) que os militares do país estão “dispostos a morrer” para defender o ditador Nicolás Maduro.

Durante uma reunião com Maduro, que foi exibida em rede obrigatória de rádio e televisão, o ministro declarou:

“Estamos dispostos a morrer, como juramos, para defender essa Constituição, esse povo, essas instituições (e) o senhor como magistrado supremo, presidente constitucional.”

A Assembleia Nacional da Venezuela, único órgão do País controlado pela oposição, voltou a cobrar que as Forças Armadas colaborem para a restituição “da ordem constitucional”, conforme noticiou a RENOVA.

Por outro lado, Padrino ressaltou que Maduro é presidente “porque o povo assim o quis” nas eleições de 20 de maio do ano passado e que não tiveram candidatos da maioria da oposição, que as considerava fraudulentas.

Segundo a agência “EFE“, o ministro acrescentou:

“Aproveito este espaço para dizer a todos os agentes internacionais que agridem constantemente a Venezuela que há uma Força Armada que está vigente, a cada dia mais consciente de seu dever histórico, o seu dever constitucional.”

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...