- PUBLICIDADE -

Ditadura Maduro acusa Guaidó de contratar mercenários para invadir país

Guaidó diz que Maduro submeteu generais a polígrafo
- PUBLICIDADE -

Maduro diz ter evitado uma invasão pelo mar articulada por Guaidó no domingo. 

O Ministério Público da Venezuela, controlado pela ditadura de Nicolás Maduro, acusou, nesta segunda-feira (4), o presidente interino Juan Guaidó de ter contratado “mercenários” com recursos do país bloqueados pelos Estados Unidos.

O procurador-geral venezuelano, Tarek William Saab, diz que “mercenários” foram contratados por US$ 212 milhões com dinheiro “roubado da estatal petroleira venezuelana PDVSA” e de contas do país que foram bloqueadas por outros países.

Saab vinculou o caso a um ex-militar americano identificado como Jordan Goudreau:

“É público e notório esse contrato. Aqui vemos as assinaturas […] do cidadão Juan Guaidó e do próprio Jordan Goudreau.”

Ontem, o regime Maduro denunciou uma tentativa de “invasão de mercenários” que deixaram a Colômbia e tentaram entrar na costa de Macuto, estado de La Guaira, a cerca de 40 minutos de Caracas por terra.

Oito “terroristas” morreram, informou o número dois do Chavismo, Diosdado Cabello, destaca a agência France-Presse.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -